Shop Mobile More Submit  Join Login
About Literature / Hobbyist Emerson Luiz Da Silva NascimentoMale/Brazil Recent Activity
Deviant for 1 Week
Needs Core Membership
Statistics 6 Deviations 3 Comments 68 Pageviews
×

Newest Deviations

Favourites

Watchers

No watchers yet.

Groups

Activity


The shadows of lost men reflect on our everyday decisions
Mistakes driven by others usually make we see what we most want to deny
That we are the angels and demons of our own existence and the paths we cross
We cross alone; the loliness speaks: "Flow, young wind, try to be the greatest and fail"
Its shadow takes our hearts in instants of sorrow, but something stays
That weird, troublesome felling of seeking; seeking for something we do not know
We travel the path to ourselves and we never turn back
After eras of wandering and searching, we see loneliness once more
It's an old man, behind a fire; "I've failed", we say
"Of course you've failed, how could you succeed?", he stares at the fire and grabs his coat
"Has anyone ever done it?"; he walks fast but suddenly slows down
"Has the moon ever touched the sun?"; a sky full of stars above and a heart full of questions below
"It doesn't need to, there's nowhere to get. When did men start to think they should get somewhere but to who they really are?"
He leaves, his footprints draw an uncertain thing, we try to see it, understand it
In the end, it only reflects our own image: wandering winds, looking for something, maybe ourselves
I hope we find it
Inicio de um projeto! Espero que tudo flua conforme a Natureza permitir! Boa noite :) .
Os caminhos de Brumnik
"Dizem que em seu topo o céu queima como labareda e é como se pudéssemos beijar o sol", disse, demoradamente, o bêbado que tentava catar algumas moedas em seu bolso enquanto o pesaroso Anão resmungava sua glória e sua sina: "Giant's Belt".


Made with DeviantArt muro
Loading...
Nome: General Jyll 
Objetivos Conhecidos: Destruir a qualquer custo os Impérios de Faerun
Raça: Meio-Orc
Servos Conhecidos: Geppo, Shardmind Xamã; Tarssy, Genasi Mago 
Localização: Centro de Cold Wood
Posição Hierárquica: Chefe do Grupo dos Revolucionários
Domínio(s) Atuais: The Silver Marches; Icewind Dale     
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
    

    Os arqueiros se posicionavam com cuidado. Embrenhados entre as árvores, nem mesmo o mais perceptivo dos animais poderia localizá-los ali. "Pisem como o vento, caminhem como a Luz, mas ajam como a Sombra". O ensinamento do velho Orc ainda ressoava nos ouvidos de Bûr. A memória de sua morte também. O plano de atacar uma das cabeças dos Religiosos não só havia falhado terrivelmente como também iniciara uma cadeia de eventos que só uma extrema reorganização e contra-ataque poderiam parar.
    - Não se deixe distrair, precisamos atacá-los com o momentum perfeito, senão teremos outra tragédia para arcar com - , a voz mental do Shardmind parecia clara como água. Ali estava ele, um brilho sutil entornando seu corpo que ainda assim mantinha-se escondido de olhos curiosos na clareira a frente. A lança que segurava tinha uma fama: a de fazer com que a dor de seus inimigos ecoasse em suas Almas. É isso que quero, que eles caiam e sofram, pensou, solitário, o Meio-Orc. Ter perdido o seu pai em meio a luta pelo seu mais ardente ideal não havia causado nele um efeito particularmente saudável: dia após dia buscava vingança dos grupos que dominavam Faerun pouco a pouco. Os estudiosos se escondiam, queria encontrá-los. Os religiosos se disfarçavam de seres bondosos e empáticos, queria desmascará-los com seus próprios sangues. Tinha ao seu lado pessoas bastante focadas, como o Shardmind Geppo, fascinado pelas guerras de raças mais jovens e o Genasi Tarssy, que queria mais uma vez um mundo livre e sem ditaduras. No caso de Jyll, o Meio-Orc que perdera o pai adotivo pelas mãos de executores Religiosos após este ter estado sob processo de tortura e testes macabros dos Estudiosos, seu desejo de vingança só se confundia com com seu desejo ardente por liberdade.
    A bandeira com a cabeça de lobo sangrando estampada em si ergueu-se como num vulto em meio a escuridão. O som dos arcos sendo retesados lembrava o ranger das próprias árvores. O lobo das bandeiras fez com que tudo queimasse dentro de Jyll: seu desejo de vingança, sua aspiração por liberdade (de si e do mundo, talvez) e a própria tinta mágica com a qual haviam desenhado em seu rosto e em seu peito a cabeça de lobo. Segurou com firmeza a espada longa em sua cintura e percebeu que seus ex-colegas, agora seus comandados, haviam se aprontado com igual velocidade. O tempo de um sorriso nervoso aparecer no rosto de Jyll coincidiu com o tempo de caírem sobre o grupo de paladinos e clérigos que adentrara a clareira naquele instante. Dos 7 clérigos e 8 paladinos que adentraram o espaço, 2 caíram desfalecidos com a saraivada de flechas. A luta se tornou confusa e sangrenta, como sempre fora. Nomes divinos eram clamados, clavas caiam estrondosas na direção dos atacantes e ao mesmo tempo energia arcana explodia pela clareira junto a flechas imbuídas com fogo. O objetivo de Jyll era um só: perfurar o coração do paladino que estava sendo protegido pela comitiva. O humano desviava de e rebatia os vários golpes que recebia, mas quando Jyll lançou seu corpo sobre ele numa velocidade imensa, ele se deixou cair.
    - Agora seu deus não irá te proteger, Yur! - o Meio-Orc gritava enquanto seu pé esquerdo pisava no peito do paladino e sua espada apontava para seu coração. O paladino sorria com a boca ensanguentada - Me matar não te trará paz, Bane te fará provar da loucura encabeçada pelo ódio se você continuar o que está fazendo, matar um de seus paladinos não é uma escolha de consequências vazias -. - Você assassinou meu pai! - o berro de Jyll pode ser escutado de muito longe - A loucura pelo ódio não me custa nada, já que em meu coração o ódio por vocês e tudo que vocês representam é a única coisa que está viva! - seus olhos estavam vermelhos, seu corpo tremia, lágrimas escapavam e a lembrança do rosto de seu pai invadiam sua mente. A dor que sentia se transformou em força bruta e simples, a ponta da espada atravessou o coração do paladino até travar na terra do chão onde estava - Geppo! -, seu grito foi respondido com um silêncio profundo do Shardmind, este lançou sua lança nas mãos furiosas do Meio-Orc. Todos os presentes, arqueiros, guerreiros, magos e os únicos 2 clérigos vivos mas ensanguentados observavam, atônitos, enquanto Jyll perfurava sucessivamente o paladino e armadura negra como a noite com a lança do Shardmind. Gritos, sangue e lágrimas se misturavam ao suor do intenso esforço físico exercido por Jyll, a única coisa que interrompeu este ciclo foram os braços fortes do Bárbaro Goliath que lhe servia de principal guarda-costas. No momento em que foi impedido de continuar seu surto, caiu desfalecido.
    Seus sonhos foram uma mistura de memórias traumáticas, da imagem de seu pai sendo despedaçado e de Yur rindo sinistramente enquanto bebia o sangue de seus amigos. A última imagem do sonho de Jyll foi um cavaleiro feito de sombras segurando uma imensa espada bastarda salpicada de sangue e fogo negro pegando-o pelo pescoço e perfurando seu coração , enquanto rugia num idioma demoníaco - És meu! Entregaste-te a mim quando decidira tomar a Justiça com tuas próprias mãos. Viverá sob meu peso insuportável, cederá a minha vontade doentia e morrerá, sozinho, sob meu sangue! -.
    Naquela madrugada em Cold Wood o Meio-Orc acordou estranhamente decidido e focado, com uma estranha marca nas palpebras e um brilho diferente em seus olhos. Em seu coração o mais puro ódio vibrava. Em sua mente uma ideia fixa e clara: destruir os impérios crescentes dos Estudiosos e dos Religiosos através de sua raiva e seu ódio incessável e junto disso eliminar qualquer um, grupo ou indivíduo, tolo o suficiente para questionar ou tentar impedir seus objetivos ou até mesmo seus métodos.
    Todos escutaram as ordens extraordinariamente firmes de Jyll: - Vamos explorar as montanhas geladas e depois armar armadilhas em toda região. Qualquer um que não pertencer a nós e, após devido interrogatório, tiver qualquer vínculo, ideológico ou factual, com os Religiosos ou os Estudiosos, deverá ser morto e seu corpo exposto pelos caminhos para que nossos inimigos vejam do que somos capazes! -. - E aqueles que não se encaixarem nestas categorias? - perguntou o Genasi, com bastante cautela - Deverão unir-se a nós, ou perecer sob a minha espada - Jyll andava enquanto falava e sumiu rapidamente dentro da densa floresta. A firmeza em seus passos só condizia com o temor nos corações de seus comandados.
    - Tempos escuros - pensou Geppo na mente de Tarssy - Escuros de tristeza ou de ódio? - falou o Genasi com a voz pesada e baixa. - Ambos - pensou o Shardmind enquanto lavava o sangue de sua lança.     

Journal

No journal entries yet.

deviantID

eluiz1233's Profile Picture
eluiz1233
Emerson Luiz Da Silva Nascimento
Artist | Hobbyist | Literature
Brazil
Trying to figure that out too!

Comments


Add a Comment:
 
No comments have been added yet.